• Min: 13 °C Max: 30 °C
  • Belo Horizonte, 25 de Setembro de 2021 geoclima

Após abertura de inquérito da PF, Bolsonaro nega prevaricação no caso Covaxin

• 13/07/2021 • Painel Alvorada

foto
Foto: Reprodução: Isac Nóbrega

O presidente Jair Bolsonaro negou ontem (12) que tenha cometido prevaricação na negociação para a compra da Covaxin, vacina indiana contra o coronavírus. O chefe do executivo disse que o crime não se aplicaria a ele, e sim para servidores públicos. A declaração foi feita depois que a Polícia Federal instaurou um inquérito para investigar o contrato de aquisição do imunizante. A apuração decorre do depoimento dos irmãos Miranda à CPI da Covid, que disseram ter avisado o presidente sobre indícios de corrupção no negócio, mas Bolsonaro supostamente não fez nada. O prazo inicial para a PF concluir as investigações contra o presidente é de 90 dias.

Tags: Governo Bolsonaro , Polícia Federal , Caso Covaxin


COMPARTILHE ESTA MATÉRIA POR:

ESCRITO POR

ALVORADA FM

CONHEÇA A NOSSA PROGRAMAÇÃO

Ao longo de suas quatro décadas de história, a Alvorada FM busca o aperfeiçoamento contínuo para sempre garantir a qualidade e manter-se como sinônimo de modernidade e sofisticação.

VEJA TAMBÉM

22/09/2021

Enquete, Nova Versão

Anvisa recomenda isolamento para comitiva presidencial que acompanhou Bolsonaro

22/09/2021

Painel Alvorada

Na ONU, Bolsonaro volta a defender remédios ineficazes contra covid-19

22/09/2021

Painel Alvorada

Zema assina carta de governadores afirmando que aumento na gasolina é problema nacional

MAIS RECENTES

Segundo Secretario, passaporte da vacina não será exigido pela Prefeitura de Belo Horizonte

Metrô de BH funcionará com horário especial no próximo domingo

Anatel aprova versão final do edital do 5G nesta sexta-feira

Tite convoca Seleção Brasileira para os jogos das Eliminatórias em outubro

VER MAIS NOTÍCIAS