• 25ºC
  • Belo Horizonte, 06 de Dezembro de 2019 geoclima

CLIQUE E COMPARTILHE

status

TINA TURNER

I don't wanna lose you

  • VAI TOCAR
  • -
  • -
play ouça agora

BIOGRAFIA DO ARTISTA

Atividades em barragem de Brumadinho deviam ter parado em 2016, diz relatório

• 25/09/2019 • Painel Alvorada • Atualizado às 09:14

foto
Foto: Divulgação/CBMMG

Relatório final de fiscalização do trabalho sobre a tragédia de Brumadinho foi apresentado nesta quarta-feira (25) pela Superintendência Regional do Trabalho de Minas Gerais (SRTE-MG). O documento aponta que em junho de 2017 já havia necessidade de rebaixamento do nível de água no dique da barragem da Mina Córrego do Feijão. Segundo o relatório, nove erros contribuíram para o rompimento da estrutura, entre eles: distorções no cálculo dos fatores de segurança, sistema de drenagem insuficiente e acúmulo inadequado de rejeitos. A SRTE-MG afirma que as atividades na mina deveriam ter sido interrompidas em 2016. Em nota, a Vale informou que ainda não tomou conhecimento do documento.

O documento foi apresentado no mesmo dia em que a tragédia completa oito meses. Para lembrar a data, moradores de Brumadinho prestaram homenagens às vítimas e protestaram contra a falta de punição aos responsáveis. Os inquéritos criminais ainda não foram concluídos pelas polícias civil e federal, mas 13 pessoas foram indiciadas por falsidade ideológica e uso de documentos falsos no âmbito administrativo. Até o momento, 249 mortes foram confirmadas, e outras 21 pessoas seguem desaparecidas.

Nesta quarta (25), mais uma vez foram feitas homenagens às 270 vítimas do rompimento da barragem da Vale em Brumadinho, quando a tragédia completou oito meses. Além das celebrações pelos mortos no desastre, os familiares protestaram contra a falta de respostas da Vale e reivindicaram a construção de um memorial para eternizar as pessoas que perderam com o crime.

Na semana passada, 13 pessoas foram indiciadas por falsidade ideológica e apresentação de documentos falsos relativos às condições da estrutura que se rompeu em janeiro. Por meio de nota, a Vale reafirmou o compromisso em reparar os danos provocados pela tragédia e disse que "mantém interlocução com representantes" com autoridades e comunidades afetadas para solução dos problemas locais.

Tags: painel , brumadinho , Barragens , Tragédia , notícias


COMPARTILHE ESTA MATÉRIA POR:

ESCRITO POR

ALVORADA FM

CONHEÇA A NOSSA PROGRAMAÇÃO

Ao longo de suas quatro décadas de história, a Alvorada FM busca o aperfeiçoamento contínuo para sempre garantir a qualidade e manter-se como sinônimo de modernidade e sofisticação.

VEJA TAMBÉM

05/12/2019

Enquete, Nova Versão

O Cruzeiro enfrenta o Al Rayyan no mundial masculino de vôlei

05/12/2019

Painel Alvorada

Sobe para 12 o número de mulheres que denunciaram médico por abuso

05/12/2019

Painel Alvorada

Operações Navais da Marinha afirmam que ainda não identificaram responsáveis pelo óleo no litoral brasileiro

MAIS RECENTES

Empreendedor abre curso que diz 'dispensar arquitetos'

BH terá a primeira unidade da APAC a partir de segunda-feira

Cortes na educação e saúde vão bancar Fundo Eleitoral em 2020

Ministério Público de Minas investiga impactos ao meio ambiente em obra da Vale

VER MAIS NOTÍCIAS