• Min: 16 °C Max: 29 °C
  • Belo Horizonte, 25 de Janeiro de 2021 geoclima

Bolsonaro diz que nomear o filho embaixador é ‘legalmente viável’

• 16/07/2019 • Painel Alvorada

foto
Foto: Reprodução

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta segunda-feira (15) que as críticas a possível indicação do filho, o deputado federal Eduardo Bolsonaro, para assumir a embaixada do Brasil nos Estados Unidos são um sinal de que Eduardo é a pessoa adequada para o cargo. A possibilidade, levantada pelo presidente na última quinta-feira (11), é alvo de questionamentos entre políticos, magistrados e setores ligados às relações exteriores. Segundo o ministro do STF, Marco Aurélio Mello, o caso configuraria nepotismo. No Itamaraty, diplomatas disseram não se lembrar de alguma vez em que um parente de primeiro grau de um presidente da República foi nomeado para uma embaixada. A possível indicação, no entanto, precisa ser aprovada pela Câmara. Caso isso aconteça, Eduardo Bolsonaro terá de renunciar ao mandato de deputado federal, e antes de tomar posse, ele também precisará passar por uma sabatina no Senado.

Tags: Governo Bolsonaro , Jair Bolsonaro , Eduardo Bolsonaro


COMPARTILHE ESTA MATÉRIA POR:

ESCRITO POR

ALVORADA FM

CONHEÇA A NOSSA PROGRAMAÇÃO

Ao longo de suas quatro décadas de história, a Alvorada FM busca o aperfeiçoamento contínuo para sempre garantir a qualidade e manter-se como sinônimo de modernidade e sofisticação.

VEJA TAMBÉM

15/01/2021

Enquete, Nova Versão

Bolsonaro pede demissão do presidente do Banco do Brasil

15/01/2021

Painel Alvorada

Projeto que cria o programa "Casa Verde e Amarela" é sancionado pelo presidente Jair Bolsonaro

15/01/2021

Alvorada Esporte

Lei que permite alterar competições em pandemia é sancionada por Bolsonaro

MAIS RECENTES

Quase R$ 312 milhões em prêmios da loteria não foram resgatados em 2020

Mundo tem mais de 56 milhões de pessoas imunizadas contra a Covid-19

Câmara entrega pedido de impeachment de Donald Trump ao Senado na próxima segunda-feira

Revisão do Minas Consciente pode flexibilizar regras de funcionamento do comércio não essencial

VER MAIS NOTÍCIAS