• 21ºC
  • Belo Horizonte, 17 de Novembro de 2019 geoclima

CLIQUE E COMPARTILHE

status

TINA TURNER

I don't wanna lose you

  • VAI TOCAR
  • -
  • -
play ouça agora

BIOGRAFIA DO ARTISTA

Capitais brasileiras não têm condições adequadas para circulação de pedestres, diz estudo

• 20/09/2019 • Painel Alvorada

foto
Foto: Marco Santiago/ND

Nenhuma capital brasileira apresenta condições adequadas para circulação de pedestres e cadeirantes, segundo o estudo "Campanha Calçadas do Brasil 2019", divulgado nesta quinta-feira (19) pela Mobilize Brasil.

Foram avaliados itens como sinalização, conforto e segurança. O levantamento mostra que quem precisa caminhar pelas capitais enfrenta problemas como calçadas estreitas, buracos e faixas de travessia apagadas, entre outros.

Em uma escala que vai de 0 a 10, a média nacional foi de 5,7 pontos, considerada baixa, já que os critérios do estudo estabeleciam que o mínimo aceitável seria a nota 8. Belo Horizonte ficou em segundo lugar na avaliação, com 6,8 pontos, atrás de São Paulo, com 6,9 pontos. A pesquisa foi feita entre março e julho em lugares que eram de responsabilidade direta dos governos.

Tags: Brasil , População Brasileira , Pedestres , Calçadas , Brasil


COMPARTILHE ESTA MATÉRIA POR:

ESCRITO POR

ALVORADA FM

CONHEÇA A NOSSA PROGRAMAÇÃO

Ao longo de suas quatro décadas de história, a Alvorada FM busca o aperfeiçoamento contínuo para sempre garantir a qualidade e manter-se como sinônimo de modernidade e sofisticação.

VEJA TAMBÉM

14/11/2019

Enquete, Nova Versão

Seleção Brasileira entra em campo hoje contra a França na semifinal da Copa do Mundo de Futebol Sub-17

14/11/2019

Painel Alvorada

Flamengo e Vasco fazem clássico de 8 gols nesta quarta

14/11/2019

Painel Alvorada

América anuncia promoção de ingressos

MAIS RECENTES

Encerramento da temporada "Fora de Série", da Orquestra Filarmônica de Minas Gerais, une música e literatura

TRF-4 anula sentença "copia e cola" da juíza Gabriela Hardt

Toffoli manda BC entregar relatórios com dados bancários de 600 mil pessoas e empresas

OAS vai pagar R$1,92 bilhão aos cofres públicos em acordo de leniência com AGU e CGU na Lava Jato

VER MAIS NOTÍCIAS