• Min: 19 °C Max: 28 °C
  • Belo Horizonte, 05 de Dezembro de 2020 geoclima

CPI pede o indiciamento de 14 pessoas pelo rompimento da barragem em Brumadinho

• 02/07/2019 • Painel Alvorada

Movimento do talude da mina Córrego do Feijão chegou a 15 mil metros quadrados dias antes do rompimento da barragem de Brumadinho. Foi o que disse um dos funcionários da Vale em depoimento prestado ontem (1) na CPI da Assembleia Legislativa de Minas. De acordo com o analista de operações Tércio Andrade, os radares que monitoram a estrutura detectaram o problema, que foi comunicado à Vale no dia 18 de janeiro, uma semana antes do desastre.

Em nota, a mineradora informou que o equipamento fazia um monitoramento complementar a outras ferramentas e que operava em modo de teste. Ainda ontem, um relatório da CPI de Brumadinho no Senado pediu o indiciamento de 14 pessoas pelo rompimento da barragem. O texto também sugere o fim das barragens de resíduos no Brasil e propõe que os laudos de estabilidade passem a ser emitidos por empresas contratadas pela Agência Nacional de Mineração. A tragédia de Brumadinho deixou 270 mortos, sendo que 24 pessoas seguem desaparecidas.

Tags: brumadinho , Vale , Barragens


COMPARTILHE ESTA MATÉRIA POR:

ESCRITO POR

ALVORADA FM

CONHEÇA A NOSSA PROGRAMAÇÃO

Ao longo de suas quatro décadas de história, a Alvorada FM busca o aperfeiçoamento contínuo para sempre garantir a qualidade e manter-se como sinônimo de modernidade e sofisticação.

VEJA TAMBÉM

25/11/2020

Enquete, Nova Versão

Moradores de Nova Lima e Raposos vão participar de testes das sirenes de barragens da Vale

25/11/2020

Painel Alvorada

Acordo prevê compensação de quase R$ 100 milhões pela Vale à Defesa Civil

25/11/2020

Painel Alvorada

Mais pessoas são retiradas de casa na zona de risco de barragem em Barão de Cocais

MAIS RECENTES

Manutenção da Copasa deixa mais de 50 bairros de BH e Região Metropolitana sem água no fim de semana

Campanha de vacinação antirrábica começa segunda-feira na capital

Termina hoje o prazo para matrícula de alunos selecionados no cadastramento escolar em BH

Beneficiários irregulares do auxílio emergencial devem devolver recursos à União

VER MAIS NOTÍCIAS