• Min: 14 ºC Max: 24 ºC
  • Belo Horizonte, 11 de Julho de 2020 geoclima

CLIQUE E COMPARTILHE

status

TINA TURNER

I don't wanna lose you

  • VAI TOCAR
  • -
  • -
play ouça agora

BIOGRAFIA DO ARTISTA

CPI pede o indiciamento de 14 pessoas pelo rompimento da barragem em Brumadinho

• 02/07/2019 • Painel Alvorada

Movimento do talude da mina Córrego do Feijão chegou a 15 mil metros quadrados dias antes do rompimento da barragem de Brumadinho. Foi o que disse um dos funcionários da Vale em depoimento prestado ontem (1) na CPI da Assembleia Legislativa de Minas. De acordo com o analista de operações Tércio Andrade, os radares que monitoram a estrutura detectaram o problema, que foi comunicado à Vale no dia 18 de janeiro, uma semana antes do desastre.

Em nota, a mineradora informou que o equipamento fazia um monitoramento complementar a outras ferramentas e que operava em modo de teste. Ainda ontem, um relatório da CPI de Brumadinho no Senado pediu o indiciamento de 14 pessoas pelo rompimento da barragem. O texto também sugere o fim das barragens de resíduos no Brasil e propõe que os laudos de estabilidade passem a ser emitidos por empresas contratadas pela Agência Nacional de Mineração. A tragédia de Brumadinho deixou 270 mortos, sendo que 24 pessoas seguem desaparecidas.

Tags: brumadinho , Vale , Barragens


COMPARTILHE ESTA MATÉRIA POR:

ESCRITO POR

ALVORADA FM

CONHEÇA A NOSSA PROGRAMAÇÃO

Ao longo de suas quatro décadas de história, a Alvorada FM busca o aperfeiçoamento contínuo para sempre garantir a qualidade e manter-se como sinônimo de modernidade e sofisticação.

VEJA TAMBÉM

10/07/2020

Enquete, Nova Versão

Segmento de corpo é encontrado pelos Bombeiros em Brumadinho

10/07/2020

Repórter Alvorada

Aplicativo sobre catástrofes é lançado pelo governo de Minas

10/07/2020

Painel Alvorada

Bombeiros anunciam retomada de buscas em Brumadinho

MAIS RECENTES

Bolsonaro sanciona lei que suspende pagamentos do FIES

UEFA sorteia quartas de final da Champions League; Libertadores volta em setembro

Após altas consecutivas, desemprego cai no Brasil

Coronavírus já matou 1.504 pessoas em Minas

VER MAIS NOTÍCIAS