• Min: 14 ºC Max: 20 ºC
  • Belo Horizonte, 26 de Maio de 2020 geoclima

CLIQUE E COMPARTILHE

status

TINA TURNER

I don't wanna lose you

  • VAI TOCAR
  • -
  • -
play ouça agora

BIOGRAFIA DO ARTISTA

Índice de desigualdade no Brasil é o maior desde 2012

• 17/10/2019 • Painel Alvorada

foto
Foto: Divulgação/Agência Brasil

A concentração de renda piorou no Brasil, e o índice que mede a desigualdade foi o maior da série histórica, iniciada em 2012. Segundo dados divulgados ontem pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o grupo de 1% dos mais ricos do país teve 8% de crescimento na renda em 2018, enquanto o dos 5% mais pobres caiu 3%.

No topo da pirâmide, o rendimento médio foi de R$ 27.744. Já na metade mais pobre, de R$ 820. Ou seja, os mais ricos ganham 33,8 vezes mais que os pobres. A pesquisa também aponta queda de 2,2% no número de famílias atendidas pelo Bolsa Família.

Ainda de acordo com o IBGE, o mercado de trabalho brasileiro registrou 90,1 milhões de pessoas ocupadas com idade igual ou superior a 14 anos em 2018. O rendimento médio entre os homens ainda é maior, de R$ 2.460, enquanto as mulheres recebem, em média, R$ 1.938.

Tags: Brasil , Desigualdade , IBGE , População Brasileira , Salário


COMPARTILHE ESTA MATÉRIA POR:

ESCRITO POR

ALVORADA FM

CONHEÇA A NOSSA PROGRAMAÇÃO

Ao longo de suas quatro décadas de história, a Alvorada FM busca o aperfeiçoamento contínuo para sempre garantir a qualidade e manter-se como sinônimo de modernidade e sofisticação.

VEJA TAMBÉM

25/05/2020

Enquete, Nova Versão

Brasil ultrapassa marca de 22 mil mortes por coronavírus

25/05/2020

Painel Alvorada

Brasil registra novo recorde de mortes por coronavírus

25/05/2020

Painel Alvorada

Ex-técnico da seleção feminina, Vadão é internado em estado grave

MAIS RECENTES

Morre Vadão, ex-técnico da seleção brasileira feminina

OMS suspende testes com cloroquina contra covid-19

MEC vai suspender parcelas do FIES

Coronavírus já matou 230 pessoas em Minas

VER MAIS NOTÍCIAS