• Min: 18 ºC Max: 28 ºC
  • Belo Horizonte, 22 de Fevereiro de 2020 geoclima

CLIQUE E COMPARTILHE

status

TINA TURNER

I don't wanna lose you

  • VAI TOCAR
  • -
  • -
play ouça agora

BIOGRAFIA DO ARTISTA

Informação pode ser recurso valioso para mulheres no combate à violência obstétrica

• 04/04/2019 • Ciência em Foco

foto

Uma em cada quatro mulheres que já tiveram filhos foram submetidas a algum tipo de violência obstétrica, segundo dados da Organização Mundial da Saúde. Muitas delas nem sabem que foram vítimas do problema. Isso por que a prática pode ter diversas formas: desde a recusa no atendimento, procedimentos médicos desnecessários, entre outras situações que causam constrangimento e desconforto à gestante. Em Minas, uma lei para coibir estas situações foi aprovada em dezembro do ano passado, e é sobre este assunto que a repórter Ana Clara Moreira conversou com o ginecologista e obstetra William Fontes.

Tags: saúde , violência , parto


COMPARTILHE ESTA MATÉRIA POR:

ESCRITO POR

Ana Clara Moreira

CONHEÇA A NOSSA PROGRAMAÇÃO

Ao longo de suas quatro décadas de história, a Alvorada FM busca o aperfeiçoamento contínuo para sempre garantir a qualidade e manter-se como sinônimo de modernidade e sofisticação.

VEJA TAMBÉM

21/02/2020

Enquete, Nova Versão

Enfermeiros de MG decidem manter a greve que já dura mais de um mês

21/02/2020

Painel Alvorada

Único hospital de Carmópolis de Minas é interditado

21/02/2020

Painel Alvorada

Dez mortes suspeitas de dengue são investigadas em Minas

MAIS RECENTES

Trânsito em Minas é intenso a partir de hoje; confira os horários de maior tráfego

Pesquisa aponta que 48% das mulheres sofreram assédio no carnaval

Saiba agora o que abre e o que fecha em BH durante o Carnaval

Petroleiros fecham acordo e encerram greve de 20 dias

VER MAIS NOTÍCIAS