• Min: 15 °C Max: 22 °C
  • Belo Horizonte, 25 de Outubro de 2020 geoclima

INSS volta a realizar perícias médicas; Maioria dos médicos peritos não comparece ao trabalho

• 21/09/2020 • Painel Alvorada

foto
Foto: Google Street View/Reprodução

Serviço de perícia médica pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) foi retomado parcialmente nesta segunda-feira (21) em Belo Horizonte. Nas duas agências abertas na capital, 14 dos 20 médicos do instituto compareceram para trabalhar. As perícias deveriam ter sido retomadas na última segunda-feira (14), mas acabaram canceladas após os peritos se recusarem a voltar ao atendimento presencial. Segundo a Associação Nacional dos Médicos Peritos (ANMP) que representa a categoria, o INSS não comprovou que as agências cumprem as medidas sanitárias para evitar a contaminação por Covid-19.

Nas demais cidades de Minas e em outros estados do Brasil, poucos médicos peritos foram trabalhar. Longas filas e aglomerações foram registradas em várias agências. Na última sexta-feira (18), o Ministério da Economia determinou que todos os profissionais que prestam o serviço de perícia médica voltem ao atendimento presencial. Quem não comparecer terá os dias de salário descontados. Os segurados que tiveram perícias médicas canceladas devem fazer novamente o agendamento pelo Meu INSS ou pelo telefone 135.

Tags: painel , INSS , notícias , médicos , Agências


COMPARTILHE ESTA MATÉRIA POR:

ESCRITO POR

ALVORADA FM

CONHEÇA A NOSSA PROGRAMAÇÃO

Ao longo de suas quatro décadas de história, a Alvorada FM busca o aperfeiçoamento contínuo para sempre garantir a qualidade e manter-se como sinônimo de modernidade e sofisticação.

VEJA TAMBÉM

29/09/2020

Enquete, Nova Versão

Minas tem 7.259 mortes por Covid-19; Casos confirmados passam de 292 mil

29/09/2020

Painel Alvorada

Governo de Minas apresenta protocolo sanitário para volta presencial às aulas no estado

29/09/2020

Painel Alvorada

Homem contaminado por cerveja da Backer recebe rim da esposa

MAIS RECENTES

Cruzeiro faz acordo com a Procuradoria Geral da Fazenda Nacional para equacionar dívidas com a União

Coronavírus já matou 8.686 pessoas em MG

Prazo de suspensão da prova de vida é prorrogado para novembro

União civil entre homossexuais é defendida pelo Papa Francisco

VER MAIS NOTÍCIAS