• Min: 17 °C Max: 33 °C
  • Belo Horizonte, 27 de Setembro de 2020 geoclima

Mineradora responsável por rompimento em Mariana deve ser julgada em novembro

• 03/09/2019 • Painel Alvorada

foto
Foto: Rogério Alves/TV Senado

Processo internacional movido contra a BHP Billiton, uma das controladoras da Samarco, relativo ao rompimento da barragem de Fundão, em Mariana, deve ser julgado em novembro no Reino Unido.

De acordo com o escritório de advocacia SPG Law, a ação coletiva movida contra a empresa britânica reúne mais de 200 mil clientes, entre parentes das vítimas mortas na tragédia, pessoas que perderam as moradias, além de empresas que tiveram as rotinas alteradas devido à falta de água provocada pela contaminação do Rio Doce.

A previsão é de que as indenizações pagas pela companhia cheguem a R$ 25 bilhões. A BHP Billiton disse que não vai se manifestar sobre o caso. Além de provocar uma série de danos ambientais, o rompimento da barragem em Mariana, em novembro de 2015, deixou 19 mortos.

Tags: Barragens , Mariana , Samarco , Minas Gerais , Bento Rodrigues


COMPARTILHE ESTA MATÉRIA POR:

ESCRITO POR

ALVORADA FM

CONHEÇA A NOSSA PROGRAMAÇÃO

Ao longo de suas quatro décadas de história, a Alvorada FM busca o aperfeiçoamento contínuo para sempre garantir a qualidade e manter-se como sinônimo de modernidade e sofisticação.

VEJA TAMBÉM

24/09/2020

Enquete, Nova Versão

Minas se aproxima de 7 mil mortes por Covid-19

24/09/2020

Painel Alvorada

Minas já tem mais de 265 mil casos confirmados de Covid-19

24/09/2020

Painel Alvorada

Minas Gerais chega à marca de 6.500 mortes por Covid-19; Número de infectados passa de 262 mil

MAIS RECENTES

TRF-1 derruba liminar e mantém trabalho presencial de médicos peritos

Prefeitura de BH publica decreto que proíbe retorno das aulas presenciais em escolas e faculdades da capital

Bolsonaro bate recorde de popularidade desde o início do mandato, diz pesquisa Ibope

Bolsa Merenda volta a ser pago após atraso de uma semana

VER MAIS NOTÍCIAS