• Min: 10 ºC Max: 24 ºC
  • Belo Horizonte, 30 de Maio de 2020 geoclima

CLIQUE E COMPARTILHE

status

TINA TURNER

I don't wanna lose you

  • VAI TOCAR
  • -
  • -
play ouça agora

BIOGRAFIA DO ARTISTA

Movimentações suspeitas de ex-assessor de Flávio Bolsonaro podem chegar a R$ 7 milhões

• 21/01/2019 • Notícias

foto

Movimentações atípicas nas contas de Fabrício Queiroz, ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro, podem chegar à marca de R$ 7 milhões. Segundo informações divulgadas ontem (20) pelo jornal "O Globo", um novo relatório do Coaf, Conselho de Controle de Atividades Financeiras, indica que as transações ocorreram entre 2014 e 2016. O Conselho não identificou para quem os depósitos foram feitos, mas indica que por terem sido fracionados, despertam suspeitas de lavagem de dinheiro. A defesa de Queiroz e de Flávio Bolsonaro não se manifestaram sobre o caso.

E assessores diretos do presidente Jair Bolsonaro disseram que ele espera, o mais rápido possível, que o filho Flávio se explique sobre 48 depósitos suspeitos em dinheiro na conta dele. As movimentações também foram identificadas pelo Coaf, e somam R$ 96 mil. O relatório divulgado na sexta-feira (18) foi feito a pedido do Ministério Público do Rio de Janeiro como parte de uma investigação sobre movimentações financeiras atípicas nas contas de parlamentares da Assembleia Legislativa do estado.

Tags: Flávio Bolsonaro


COMPARTILHE ESTA MATÉRIA POR:

ESCRITO POR

ALVORADA FM

CONHEÇA A NOSSA PROGRAMAÇÃO

Ao longo de suas quatro décadas de história, a Alvorada FM busca o aperfeiçoamento contínuo para sempre garantir a qualidade e manter-se como sinônimo de modernidade e sofisticação.

VEJA TAMBÉM

24/03/2020

Enquete, Nova Versão

Investigações contra o senador Flávio Bolsonaro serão retomadas pela Justiça do Rio de Janeiro

24/03/2020

Linha Direta com Brasília

Trindade fala sobre postura de Jair Bolsonaro diante da investigação contra o filho Flávio

24/03/2020

Painel Alvorada

Defesa de Flávio Bolsonaro pede habeas corpus preventivo após operação do Ministério Público do Rio de Janeiro

MAIS RECENTES

Brasileiros fumam mais e estão mais deprimidos durante pandemia, diz pesquisa

PIB brasileiro encolhe 1,5% no primeiro trimestre de 2020

Morre, aos 63 anos, o jornalista Gilberto Dimenstein

Kalil descarta nova fase de flexibilização do comércio em BH

VER MAIS NOTÍCIAS