• Min: 17 °C Max: 30 °C
  • Belo Horizonte, 26 de Setembro de 2020 geoclima

Placa previa detonação em mina da Vale no dia da tragédia em Brumadinho

• 27/06/2019 • Painel Alvorada

foto
Foto: Reprodução

A imagem de uma placa com o aviso de explosivos na Mina Córrego do Feijão no dia do rompimento da barragem em Brumadinho foi divulgada ontem (26) pela Rede Globo. No aviso, o horário das detonações seria entre 11h e meio-dia, próximo do momento em que a estrutura se rompeu. A Polícia Civil confirmou ontem que explosões foram realizadas no dia 25 de janeiro na Cava da Mina da Jangada. O diretor da Vale, Marcelo Klein, afirmou que as ações nas minas ocorreram após a tragédia. Ainda ontem, a mineradora informou que vai gastar R$ 1,8 bilhão em obras na Mina do Córrego do Feijão. O objetivo é garantir a segurança das estruturas remanescentes no local. As intervenções devem mobilizar 2,5 mil trabalhadores e envolvem a construção de pequenas estruturas de contenção, além de reparos ambientais no Rio Paraopeba. A tragédia em Brumadinho deixou 270 mortos.

Tags: brumadinho , Vale , Barragens , Polícia Civil


COMPARTILHE ESTA MATÉRIA POR:

ESCRITO POR

ALVORADA FM

CONHEÇA A NOSSA PROGRAMAÇÃO

Ao longo de suas quatro décadas de história, a Alvorada FM busca o aperfeiçoamento contínuo para sempre garantir a qualidade e manter-se como sinônimo de modernidade e sofisticação.

VEJA TAMBÉM

11/09/2020

Enquete, Nova Versão

Justiça determina que Vale indenize famílias em Ouro Preto

11/09/2020

Painel Alvorada

Polícia Civil cumpre mandados de busca e apreensão em empresa investigada por desmatamento ilegal em Nova Lima, na Grande BH

11/09/2020

Painel Alvorada

Segmento de corpo é encontrado nos rejeitos em Brumadinho

MAIS RECENTES

TRF-1 derruba liminar e mantém trabalho presencial de médicos peritos

Prefeitura de BH publica decreto que proíbe retorno das aulas presenciais em escolas e faculdades da capital

Bolsonaro bate recorde de popularidade desde o início do mandato, diz pesquisa Ibope

Minas se aproxima de 7 mil mortes por Covid-19

VER MAIS NOTÍCIAS