• Min: 10 ºC Max: 24 ºC
  • Belo Horizonte, 30 de Maio de 2020 geoclima

CLIQUE E COMPARTILHE

status

TINA TURNER

I don't wanna lose you

  • VAI TOCAR
  • -
  • -
play ouça agora

BIOGRAFIA DO ARTISTA

Polícia conclui que não há indícios de que ex-estagiário tenha praticado abusos no Colégio Magnum

• 17/10/2019 • Painel Alvorada

foto
Foto: Paulo Filgueiras/EM

Falta de provas contra Hudson Santos, ex-estagiário de Educação Física do Colégio Magnum, na região Nordeste da capital, foi determinante para que a Polícia Civil decidisse não indiciá-lo. Em coletiva na manhã desta quinta-feira (17), a corporação informou que uma equipe multidisciplinar formada por psicólogos, psiquiatra e perito não encontrou evidências para que as investigações continuassem.

Quarenta e uma pessoas, entre funcionários, pais e crianças foram ouvidas durante o inquérito. Hudson era o principal suspeito de cometer abusos sexuais contra alunos da escola com idade entre 3 e 4 anos, e desde o início das denúncias, declarou ser inocente.

Nesta quarta (16), logo após a polícia anunciar a conclusão das investigações, o advogado de Hudson informou que a direção do Colégio o convidou para retornar ao posto que ocupava.

Tags: Polícia Civil , Abuso Sexual , Crianças , Belo Horizonte MG , Colégio Magnum


COMPARTILHE ESTA MATÉRIA POR:

ESCRITO POR

ALVORADA FM

CONHEÇA A NOSSA PROGRAMAÇÃO

Ao longo de suas quatro décadas de história, a Alvorada FM busca o aperfeiçoamento contínuo para sempre garantir a qualidade e manter-se como sinônimo de modernidade e sofisticação.

VEJA TAMBÉM

08/04/2020

Enquete, Nova Versão

Polícia Civil descarta sabotagem nas cervejas da Backer

08/04/2020

Repórter Alvorada

MP e a Polícia Civil realizaram operação contra preços abusivos de máscaras descartáveis e álcool em gel

08/04/2020

Painel Alvorada

Kalil anuncia suspensão de aulas e fechamento de parques em BH devido à pandemia de Covid-19

MAIS RECENTES

Brasileiros fumam mais e estão mais deprimidos durante pandemia, diz pesquisa

PIB brasileiro encolhe 1,5% no primeiro trimestre de 2020

Morre, aos 63 anos, o jornalista Gilberto Dimenstein

Kalil descarta nova fase de flexibilização do comércio em BH

VER MAIS NOTÍCIAS