• Min: 21 °C Max: 30 °C
  • Belo Horizonte, 05 de Dezembro de 2020 geoclima

Presidente da OAB aciona Jair Bolsonaro no STF para esclarecer morte do pai

• 31/07/2019 • Painel Alvorada

foto
Foto: Eugênio Novaes/OAB

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Felipe Santa Cruz, entrou com ação no Supremo Tribunal Federal (STF) nesta quarta-feira (31) para que Jair Bolsonaro explique declarações a respeito da morte do pai de Santa Cruz. Fernando Santa Cruz foi morto durante a ditadura militar brasileira, e, nesta semana, o presidente da República disse que contaria a Felipe o que aconteceu na época. Na ação, o chefe da OAB pede esclarecimentos sobre “as circunstâncias e os nomes das pessoas que causaram o desaparecimento forçado e assassinato” do pai. Caso Bolsonaro saiba responder o que foi dito na afirmação, Santa Cruz ainda pede que ele explique como obteve as informações. O chefe do Executivo brasileiro teria que indicar os autores do crime e apontar onde está o corpo de Fernando. Bolsonaro ainda deverá explicar por que não denunciou o crime. Ele não é obrigado a comparecer caso seja notificado pelo STF.

Tags: painel , Ditadura Militar , Jair Bolsonaro , notícias , OAB


COMPARTILHE ESTA MATÉRIA POR:

ESCRITO POR

ALVORADA FM

CONHEÇA A NOSSA PROGRAMAÇÃO

Ao longo de suas quatro décadas de história, a Alvorada FM busca o aperfeiçoamento contínuo para sempre garantir a qualidade e manter-se como sinônimo de modernidade e sofisticação.

VEJA TAMBÉM

27/11/2020

Enquete, Nova Versão

Bolsonaro pede encerramento de inquérito sobre supostas intervenções na PF

27/11/2020

Painel Alvorada

Bolsonaro promete divulgar lista de países que importam madeira ilegal

27/11/2020

Painel Alvorada

Homem de Três Corações é indiciado por planejar suposto atentado contra Bolsonaro

MAIS RECENTES

Manutenção da Copasa deixa mais de 50 bairros de BH e Região Metropolitana sem água no fim de semana

Campanha de vacinação antirrábica começa segunda-feira na capital

Termina hoje o prazo para matrícula de alunos selecionados no cadastramento escolar em BH

Beneficiários irregulares do auxílio emergencial devem devolver recursos à União

VER MAIS NOTÍCIAS