• Min: 16 °C Max: 29 °C
  • Belo Horizonte, 24 de Janeiro de 2021 geoclima

Rio São Francisco não será afetado por rejeitos da barragem em Brumadinho, diz Vale

• 06/06/2019 • Painel Alvorada

foto
Foto: Vinicius Mendonça / Ibama

Os rejeitos da barragem da mina do Córrego do Feijão, em Brumadinho, não chegarão ao rio São Francisco. Segundo documento emitido ontem (5) pela Vale, as conclusões são baseadas nas análises feitas pela própria empresa e pelo Instituto Mineiro de Gestão das Águas. A mineradora ainda afirmou que o rio Paraopeba, atingido pela lama, pode ser recuperado. A Secretaria de Estado de Meio Ambiente não confirmou as informações prestadas pela Vale, já que a situação do leito pode ser alterada quando o período chuvoso retornar.

E mais uma vítima da tragédia da Vale em Brumadinho foi identificada pelo IML. Após 4 meses do rompimento da barragem, foi encontrado na terça (4) o corpo completo de Cristiano Dias, de 42 anos, que estava a cerca de 9 metros de profundidade. Cristiano estava a serviço de uma empresa terceirizada da Vale. Vinte e quatro pessoas seguem desaparecidas. No total, a tragédia em Brumadinho deixou 270 mortos.

Tags: brumadinho , Vale , Barragens , Rio São Francisco


COMPARTILHE ESTA MATÉRIA POR:

ESCRITO POR

ALVORADA FM

CONHEÇA A NOSSA PROGRAMAÇÃO

Ao longo de suas quatro décadas de história, a Alvorada FM busca o aperfeiçoamento contínuo para sempre garantir a qualidade e manter-se como sinônimo de modernidade e sofisticação.

VEJA TAMBÉM

22/01/2021

Enquete, Nova Versão

Negociações sobre reparação em Brumadinho terminam sem acordo com a Vale

22/01/2021

Painel Alvorada

Texto definitivo para reparação de perdas em Brumadinho deve ser entregue na semana que vem

22/01/2021

Painel Alvorada

Moradores de Nova Lima e Raposos vão participar de testes das sirenes de barragens da Vale

MAIS RECENTES

Quase R$ 312 milhões em prêmios da loteria não foram resgatados em 2020

Mundo tem mais de 56 milhões de pessoas imunizadas contra a Covid-19

Câmara entrega pedido de impeachment de Donald Trump ao Senado na próxima segunda-feira

Revisão do Minas Consciente pode flexibilizar regras de funcionamento do comércio não essencial

VER MAIS NOTÍCIAS