• Min: 18 °C Max: 28 °C
  • Belo Horizonte, 04 de Dezembro de 2020 geoclima

Velocidade de movimentação de talude diminui em mina da Vale em Barão de Cocais

• 04/06/2019 • Painel Alvorada

foto
Foto: Reprodução TV Globo

Movimentação do talude da mina da Vale em Barão de Cocais diminuiu, segundo informações divulgadas ontem (3) pela Agência Nacional de Mineração. O deslocamento chegou a 44 centímetros no domingo (2), e o máximo registrado nesta segunda foi de 41,7 centímetros. Segundo a Agência, os dados se referem apenas à velocidade do movimento e não representa mudança no status de alerta em relação a um possível rompimento.

Ainda ontem, o ex-diretor executivo de Ferrosos da Vale, Gerd Peter, prestou depoimento na CPI sobre o desastre de Brumadinho, na Assembleia Legislativa de Minas. Ele disse que, apesar de ter um alto cargo na empresa, nunca foi informado sobre problemas na barragem que se rompeu em 25 de janeiro, deixando 270 mortos. O ex-diretor também é réu no processo sobre o desastre de Mariana, em 2015, que resultou em 19 mortes.

Tags: Vale , Barragens , Barão de Cocais


COMPARTILHE ESTA MATÉRIA POR:

ESCRITO POR

ALVORADA FM

CONHEÇA A NOSSA PROGRAMAÇÃO

Ao longo de suas quatro décadas de história, a Alvorada FM busca o aperfeiçoamento contínuo para sempre garantir a qualidade e manter-se como sinônimo de modernidade e sofisticação.

VEJA TAMBÉM

25/11/2020

Enquete, Nova Versão

Moradores de Nova Lima e Raposos vão participar de testes das sirenes de barragens da Vale

25/11/2020

Painel Alvorada

Acordo prevê compensação de quase R$ 100 milhões pela Vale à Defesa Civil

25/11/2020

Painel Alvorada

Famílias que vivem na zona de risco de barragem em Barão de Cocais serão retiradas até dia 18

MAIS RECENTES

Rússia e Reino Unido se aproximam de vacinar população contra Covid-19; Brasil pode iniciar campanha em janeiro

Coronavírus já matou 10.187 pessoas em MG; governo assina documento de intenção para vacina

Aditamento de contratos do Fies é prorrogado para 30 dezembro

Orçamento para 2021 só deve ser votado em fevereiro ou março, diz líder do Senado

VER MAIS NOTÍCIAS